Quarta-feira, 31 de Maio de 2006

Festa da Visitação da Virgem Santa Maria

"Naqueles dias, Maria pôs-se a caminho e dirigiu-se apressadamente para a montanha, em diracção a uma cidade de Judá. Entrou em casa de Zacarias e saudou Isabel. Quando Isabel ouviu a saudação de Maria, o menino exultou-lhe no seio. Isabel ficou cheia do Espírito Santo..." Lc 1, 39 

Ao concluir o mês de maio, a Igreja celebra a festa da visitação de Maria à sua prima Isabel. Como diz a Exortação Apostólica "Marialis Cultos" de Paolo VI: "É uma celebração que comemora um evento salvifico, no qual a Virgem foi intimamente associada ao Filho" (nº7) 

publicado por benedictus às 09:08
link do post | comentar | favorito
Domingo, 28 de Maio de 2006

Permanecei firmes na fé: exorta Bento XVI na última Eucaristia em Cracóvia

"Caros irmãos e irmãs, o lema da minha peregrinação à terra polaca, seguindo os passos de João Paulo II è constituído pelas palavras: “Permanecei firmes na fé!”. A exortação envolvida nestas palavras é dirigida a todos nós que formamos a comunidade dos discípulos de Cristo, é dirigida a cada um de nós. A fé é um acto humano muito pessoal, que se realiza em duas dimensões. Crer quer dizer acima de tudo aceitar como verdade aquilo que a nossa mente não compreende até máximo. É preciso aceitar aquilo que Deus nos revela sobre si mesmo, sobre nós mesmos e sobre a realidade que nos circunda, também aquela invisível, inefável, inimaginável. Este acto de aceitação da verdade revelada alarga o horizonte do nosso conhecimento e nos permite de chegar ao mistério no qual é imersa a nossa existência. Um consenso a tal limitação da razão não se concede facilmente. É precisamente aqui que a fé se manifesta na segunda dimensão: aquela de confiar numa pessoa – não de uma pessoa comum, mas a Cristo. É importante aquilo no qual acreditamos, mas ainda mais importante é aquele em quem acreditamos”. Bento XVI, Homilia em Błonie (Cracóvia – Polónia), 28 maio 2006
publicado por benedictus às 12:06
link do post | comentar | favorito

Bento XVI viagem a Polonia

publicado por benedictus às 11:21
link do post | comentar | favorito
Sábado, 27 de Maio de 2006

Deus é Amor, permanecei no Amor!

O Papa Bento XVI não se cansa de proclamar estas palavras: "Deus é amor". Ainda ontem na sua visita ao santuário Czestochowa na Polónia, o Papa convidou os peregrinos presentes a anunciar ao mundo que Deus é amor.

Só há uma maneira de conhecer o amor que é fazer a experiência dele, isto é, amar e ser amado. Descobrindo a verdadeira essência do amor, descobrimos quem é o homem e quem é Deus; porque o homem é criado para o amor e pelo amor. O mesmo é dizer: fomos criados por Deus e para Deus. Deus é Aquele que ama por excelência, como nos foi revelado por Jesus Cristo.

Além de conhecer este Amor, é necessário permanecer nele: "Permanecei no meu Amor" diz Jesus. A permanência no Amor, é um dos maiores desafios de hoje. Sabemos que temos a capacidade de amar e de ser amados, o que muitas vezes nos falta e a capacidade de permanecer nesse amor, com as consequências que isso implica. Na constante mudança em que nos encontramos, falar de permanência é algo estranho. Mesmo assim, só aqueles que permanecem no amor sabem o que é amar, e os que amam permanecem!

Até breve!

tags: ,
publicado por benedictus às 17:46
link do post | comentar | favorito

>Quem sou eu

>posts recentes

> Discurso de Bento XVI à O...

> Hino ao Espírito Santo: "...

> Porquê?

> Festa da Visitação da Vir...

> Permanecei firmes na fé: ...

> Bento XVI viagem a Poloni...

> Deus é Amor, permanecei n...

> Apresentação da primeira ...

> Hoje vimos maravilhas

> Vem Senhor!

>arquivos

> Abril 2008

> Junho 2006

> Maio 2006

> Janeiro 2006

> Dezembro 2005

> Novembro 2005

> Outubro 2005

> Junho 2005

> Maio 2005

> Abril 2005

> Março 2005

> Fevereiro 2005

> Janeiro 2005

> Outubro 2004

> Setembro 2004

> Maio 2004

> Março 2004

>tags

> todas as tags

>links

>as minhas fotos

>as minhas fotos

>subscrever feeds