Quinta-feira, 27 de Janeiro de 2005

O dom

Quem não se lembra da sua infância? Como podemos pensar que a nossa vida não tem passado nem tem futuro. Não há espaço para recordações-dizemos. a verdade é que esquecemos com facilidade aquilo que para nós um dia foi o mais importante da vida e que hoje é apenas algo do passado que para nós perdeu todo o seu valor. O olhar da mama, o colo do papa, as brincadeiras, os passeios, os gelados... belos tempos. Faz falta voltar a ser criança e nos deixarmos amar pelos que estão perto de nós. Deixar a nossa mão disponivel para que alguém possa pegá-la, deixar as incertezas e as duvidas e lançarmo-nos confiadamente nos braços de quem amamos. Era tão fácil pedir desculpa, era tão fácil abraçar, acreditar. Mas o coração endurece e torna-se pedra: implacável e descrente. Amar é aprender a perdoar, sempre e cada dia. Ter a coragem de começar e perdoar de novo mesmo sem razões para isso, afinal isso é que é o perdão, um dom.
publicado por benedictus às 22:16
link do post | comentar | favorito
|

>Quem sou eu

>posts recentes

> Discurso de Bento XVI à O...

> Hino ao Espírito Santo: "...

> Porquê?

> Festa da Visitação da Vir...

> Permanecei firmes na fé: ...

> Bento XVI viagem a Poloni...

> Deus é Amor, permanecei n...

> Apresentação da primeira ...

> Hoje vimos maravilhas

> Vem Senhor!

>arquivos

> Abril 2008

> Junho 2006

> Maio 2006

> Janeiro 2006

> Dezembro 2005

> Novembro 2005

> Outubro 2005

> Junho 2005

> Maio 2005

> Abril 2005

> Março 2005

> Fevereiro 2005

> Janeiro 2005

> Outubro 2004

> Setembro 2004

> Maio 2004

> Março 2004

>tags

> todas as tags

>links

>as minhas fotos

>as minhas fotos

>subscrever feeds